Vamos chegar muito longe – e muito rápido

Vamos chegar muito longe – e muito rápido
Olá! Essa é a segunda parte da newsletter Open this!. Nossa ideia aqui é fazer uma análise profunda sobre o estado atual do Open Finance, apresentando uma forma diferente de analisar o mercado e os cases disponíveis. Nós fizemos uma divisão desses cases através de eixos de prontidão da infraestrutura, uma maneira de analisar a relação entre a capacidade de criar soluções e a demanda percebida no mercado.

Olá! Essa é a segunda parte da newsletter Open this!. Nossa ideia aqui é fazer uma análise profunda sobre o estado atual do Open Finance, apresentando uma forma diferente de analisar o mercado e os cases disponíveis. Nós fizemos uma divisão desses cases através de eixos de prontidão da infraestrutura, uma maneira de analisar a relação entre a capacidade de criar soluções e a demanda percebida no mercado.

 

O objetivo dessa análise é gerar um senso estratégico para que cada time possa direcionar esforços de maneira eficiente e consiga alinhar expectativas de determinadas ações e testes – com mais conteúdo e análise, podemos imaginar produtos melhores, com mais fit para o consumidor final.

 

A edição de hoje é a segunda de três partes, onde vamos abordar a parte superior da matriz, ou seja, as Quick Wins e as ações de Push.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este post:

Posts recentes

Picnic#3 – Refresh!

Picnic#3 Refresh! Precisamos falar sobre pagamentos

Chegou a terceira edição do PICNIC, o encontro mais divertido do mundo Open Finance, com convidados especiais, drinks e comidinhas. Uma conversa descontraída sobre o futuro do ecossistema que estamos ajudando a construir. Nessa edição, realizada em São Paulo com o apoio do Espaço Torq, tivemos como convidados a Jamile Leão (Capgemini Brasil) e o Paulo Barbosa (Itaú), em um encontro mediado pelo Gabriel Pereira. Saiba tudo que você precisa saber sobre Open Finance em www.finansystech.com

Leia mais